Google+ Followers

Seguidores do Blog

5° LIÇÃO 4 TRIMESTRE 2014 DEUS ABOMINA A SOBERBA


DEUS ABOMINA A SOBERBA
Imagine um rei que controla as vidas das pessoas e decide se elas vivem ou morrem, mas de repente, de uma hora para outra se tornar um louco, um lunático e um irracional? Este rei foi Nabucodonosor.

4° LIÇÃO 4 TRIMESTRE 2014 A PROVIDÊNCIA DIVINA NA FIDELIDADE HUMANA

A PROVIDÊNCIA DIVINA NA FIDELIDADE HUMANA
O primeiro tópico da quarta lição, sob o título "a tentativa de se instituir uma religião mundial" leva-nos a pensar o assunto do Ecumenismo e do Diálogo Inter-Religioso. Uma característica da sociedade brasileira é a pluralidade das religiões e dos costumes. Igualmente, as denominações cristãs no Brasil são plurais. Por isso é importante definirmos expressões tão mal compreendidas no meio evangélico como o Ecumenismo e o Diálogo Inter-Religioso.

3° LIÇÃO 4 TRIMESTRE 2014 O DEUS QUE INTERVÉM NA HISTÓRIA


O DEUS QUE INTERVÉM NA HISTÓRIA
O livro do profeta Daniel, através do sonho do rei Nabucodonosor, resume os grandes impérios do mundo: Babilônia, Média/Persia, Grécia e Roma. O capítulo dois se divide em Introdução, Três episódios e Conclusão.

2° LIÇÃO 4 TRIMESTRE 2014 A FIRMEZA DO CARÁTER MORAL E ESPIRITUAL DE DANIEL


A FIRMEZA DO CARÁTER MORAL E ESPIRITUAL DE DANIEL
Quem era o jovem Daniel? Quem eram Hananias, Misael e Azarias, seus amigos? O livro de Daniel inicia a história desses jovens situando-os no processo de deportação de Jerusalém para a Babilônia de Nabucodonosor. A respeito desses quatro jovens, a Bíblia descreve cinco características importantes: Eram "de linhagem real, dos nobres"; "sem defeito algum"; "formosos de aparência"; "instruídos em toda a sabedoria"; "sábios em ciência".

1° LIÇÃO 4° TRIMESTRE 2014. DANIEL, NOSSO "CONTEMPORÂNEO"


DANIEL, NOSSO "CONTEMPORÂNEO"
O livro de Daniel foi (e talvez ainda seja) objeto de algumas controvérsias entre os teólogos. Não por acaso, um crente batista, Willian Miller (ou Guilherme Miller), no ano de 1831, através de uma série de cálculos, popularizou a interpretação de Daniel 8.14 cujo resultado previa a volta de Jesus em 22 de Outubro de 1844. Miller errou na interpretação e até hoje o nosso Senhor não veio!